8 de agosto de 2013

DIFERENÇAS ENTRE PENTECOSTALISMO E NEO-PENTECOSTALISMO

Os nomes são parecidos, muita gente confunde os dois, principalmente em analises e criticas, porém são muito diferentes.
Vamos definir primeiro o que é pentecostalismo.
Pentecostes é uma promessa de Deus, feita através da boca do profeta Joel. 
"E, depois disso, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões.
Até sobre os servos e as servas derramarei do meu Espírito naqueles dias." (Joel 2: 28 e 29
Sabemos que a totalidade do cumprimento da promessa se dará no milênio, quando Jesus estará na terra para comanda-la. Porém o início do cumprimento dessa promessa se deu no início dos últimos dias, que foi exatamente quando Jesus esteve aqui em sua primeira passagem na terra.
"Então Pedro levantou-se com os Onze e, em alta voz, dirigiu-se à multidão: "Homens da Judéia e todos os que vivem em Jerusalém, deixem-me explicar-lhes isto! Ouçam com atenção:
estes homens não estão bêbados, como vocês supõem. Ainda são nove horas da manhã!
Pelo contrário, isto é o que foi predito pelo profeta Joel:
"Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos.
Sobre os meus servos e as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e eles profetizarão." (Atos 2: 14 ao 18)

Aos poucos mais e mais o derramar do Espírito Santo vai alcançando o maior número de pessoas.
O pentecostalismo é uma linha do cristianismo que foi traçada traçada por Jesus para toda a igreja, todo o corpo de Cristo, lembrando que assim foi inaugurada a igreja em atos capítulo 2, para o Espírito Santo se manifestar sobre os Cristãos, onde a igreja trabalha com a Palavra de Deus (Bíblia), dons espirituais descritos em 1ª Coríntios 12:1 ao 13, evangelismo e libertação espiritual, curas e expulsão de demônios.
O pentecostalismo durou somente os primeiros séculos da igreja, depois através dos séculos foi abafado, mesmo com a reforma protestante, o pentecostalismo não voltou logo, foi aos poucos ao longo dos anos, voltando com força nos Estados Unidos em 1906, na rua Azuza.
vejam o documentário sobre o avivamento da rua Azuza: http://www.youtube.com/watch?v=SEMUWrFM2MA
Pentecostalismo é um movimento de renovação de dentro do cristianismo (mais um ressurgimento do que uma renovação, é uma volta ao que era no início) , que coloca ênfase especial em uma experiência direta e pessoal do ser humano com Deus através do Batismo no Espírito Santo. No Brasil o pentecostalismo surgiu com os suecos Daniel Berg e Gunnar Vingren, ex-batistas oriundos dos Estados Unidos, que no início dos anos 20, que vieram ao Brasil no estado do Pará para serem missionários. No Pará eles assistiam alguns cultos numa igreja batista, mas o batismo com o Espírito Santo não foi aceito nessa igreja e de lá eles fundaram a Assembléia de Deus. Desde então outras igreja evangélicas pentecostais tem surgido no Brasil.
As igrejas evangélicas pentecostais são as que mais crescem no Brasil.

O neo-pentecostalismo vem se auto apresentando como uma nova forma de pentecostalismo, já que a palavra neo significa novo. 
A Bíblia não cita outro tipo de pentecoste além do citado em Atos 2, então não existe um novo pentecoste, automaticamente, não há base no Novo Testamento para neo-pentecostalismo. Lembrando que a base da igreja está no Novo Testamento, pois lá que ela foi instituída por Cristo. 
O neo-pentecostalismo é uma forma nova de agir, porém não tem muito haver, ou quase nada com pentecostalismo.
Algumas igrejas neo-pentecostais são muito conhecidas no Brasil, como a igreja universal do reino de Deus, igreja internacional da graça de Deus e a igreja mundial do poder de Deus. Surgiu também a igreja plenitude do trono de Deus onde notamos em suas práticas um neo-pentecostalismo. 
A principal linha de atuação do neo-pentecostalismo é a "teologia da prosperidade", onde o foco são benção materiais, estabilidade financeira e familiar.
De acordo com Paulo Romeiro, em seu livro "Super Crentes, o Evangelho segundo Kenneth Hagin, Valnice Milhomens e os Profetas da Prosperidade ", é a corrente doutrinária que ensina que uma vida medíocre do cristão é um indício de falta de fé. Então um cristão deve ter a marca da plena fé, ser bem-sucedido,ter saúde plena física, emocional e espiritual, além de buscar a prosperidade material. A pobreza e a doença derivariam de maldições, fracassos, vida de pecado ou fé insuficiente e incredulidade.
São linhas teológicas sem base bíblica, por isso muitos não concordam nem que isso possa ser chamada de linha teológica, pois não há um embasamento bíblico.
As igrejas neo-pentecostais, assim como as pentecostais, também trabalham com libertação espirituais e quebras de maldições, feitiçarias e etc. 
As igrejas neo-pentecostais usam elementos como lenços, flores, canetas, copo com água, dando um foco no misticismo, isso tudo tira o foco de Jesus e transfere o foco e a glória para tais elementos.O ensinamento de usos de elementos com poderes de cura não pode ser tratado como doutrina bíblica, mesmo que queiram usar o texto onde o apóstolo Paulo usou lenços para curar pessoas, foi algo que aconteceu, pode até acontecer de novo, porém não como algo que sempre acontecerá, pois quem estudou teologia sabe que para algo ser doutrina bíblica tem que se repetir na Bíblia pelo menos duas vezes e não ter sido abolido por Jesus. Se não muita gente sairia por ai abrindo mares como foi com o mar vermelho.
Justamente a ênfase que as denominações neo-pentecostais dão a esses ensinos que as levam a ser bastante criticadas pelas demais denominações protestantes (sejam protestantes tradicionais ou pentecostais). Algumas igrejas evangélicas não consideram mais a igreja universal do reino de Deus como uma igreja evangélica (apesar de não falarem isso abertamente), devido a tantas coisas contrárias as doutrinas bíblicas. 

Escrito por Luis Roldan, líder do ministério avivados por Cristo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário