21 de setembro de 2015

POR QUE JESUS SE IROU COM OS CAMBISTAS NO TEMPLO?

"E estava próxima a páscoa dos judeus, e Jesus subiu a Jerusalém.
E achou no templo os que vendiam bois, e ovelhas, e pombos, e os cambiadores assentados.
E tendo feito um azorrague de cordéis, lançou todos fora do templo, também os bois e ovelhas; e espalhou o dinheiro dos cambiadores, e derribou as mesas;
E disse aos que vendiam pombos: Tirai daqui estes, e não façais da casa de meu Pai casa de venda.
E os seus discípulos lembraram-se do que está escrito: O zelo da tua casa me devorou."
(João 2:13 ao 17)


Vemos a cima o texto que vai dizer que Jesus expulsa comerciantes e e cambistas do templo, mas fica a pergunta de exatamente porque Jesus fez tal coisa. Primeiro vamos entender por que estes homens estavam ali exercendo tais funções.
Os vendedores de animais os vendiam para que as pessoas que fossem oferecer sacrifícios e não possuíam animais para sacrificar pudessem comprá-los, lembrando que o sacrifício era o modo de adoração a Deus no Antigo Testamento.
Esses sacrifícios eram para pedir perdão de pecados, pedi milagres, prosperidade e até mesmo para agradecer a Deus e ter mais comunhão com Ele. 
Já os cambistas estavam ali para trocar as moedas comuns por moedas de uso exclusivo para pagamento de tributo ao templo e para compra dos animais para sacrifícios.

Então por que Jesus ficou irado com os cambistas no templo se estes homens aparentemente apenas trocavam as moedas comuns pelas moedas específicas para pagamento de tributo ao templo e pagamento de animais ritualmente puros ? 
A resposta é que os cambistas cobravam juros, o que era errado naquela ocasião específica. Por isso Jesus ficou irado, pois este ofício no início devia já ser remunerado, pois ninguém iria trabalhar de graça, provavelmente era remunerado pelo próprio templo, porém a partir de um certo tempo, esses homens passam a cobrar juros em cima desse câmbio de moedas, com certeza com permissão dos sacerdotes, já que tudo era feito dentro do templo, o que nos leva a crer que os próprios sacerdotes não só eram coniventes, mas também levavam uma porcentagem desses juros cobrados, já que quando Jesus expulsa os cambistas, os sacerdotes ficam com raiva de Jesus e desejam matá-lo. 
Jesus expulsou os cambistas porque eles estavam lucrando com a adoração do povo a Deus, o povo iam ao templo para contribuir com o templo e sua manutenção, além de oferecer suas adorações a Deus a fim de se achegarem mais a Ele, de pedirem uma providência divina e até mesmo perdão de pecados, porém os cambistas exploravam isso lucrando em cima da devoção do povo.
Aplicando isso a nós nos tempos do Novo Testamento e tempos da igreja, veremos que o que se deve ser pago como tributo para manutenção do templo são dízimos e ofertas voluntarias. E o sacrifício é a nossa adoração, arrependimento sincero e dedicação ao Senhor. O que se pede ou se cobra mais do que isso é igual ao erro dos cambistas. E Jesus repudia tais coisas.
Exemplo: indulgências e elementos "ungidos"
a Igreja católica por anos pediu indulgências, ou seja, dinheiro em troca de um suposto perdão de pecados. As igrejas evangélicas de linhas neo-pentecostais (não confundam com as pentecostais) também erram de modo parecido, vendem elementos que supostamente tem poderes místicos somente porque foram orados, alegando que com tais elementos as pessoas serão curadas, casarão, terão uma condição financeira e familiar melhor. 
O perdão de Deus, a comunhão com Ele e as bênçãos Dele sobre nós, não estão a venda, são dádivas dadas por Deus mediante ao sacrifícios de Jesus na cruz e a nossa fidelidade a Ele.

Escrito pelo pastor Luis Roldan.








2 comentários:

  1. Ótimo conteúdo, recentemente estava pensando sobre essa passagem, muitas pessoas acham que Jesus se irou somente pelo fato de haver cambistas e comerciantes no templo, mas agora fica bem claro o real motivo. Quem Deus continue te abençoando rica e abundantemente.

    ResponderExcluir