18 de fevereiro de 2014

DONS ESPIRITUAIS E SUAS FUNÇÕES

A DOUTRINA DOS DONS ESPIRITUAIS: A palavra comum, no grego, para dons é charismata que, nos textos bíblicos, referem-se, no plural, as manifestações sobrenaturais provenientes do Espírito Santo para a edificação do corpo de Cristo (1ª Coríntios 12:4), tal palavra vem de charis (graça), sendo, portanto, assim como a salvação, dádiva divina, sem que haja merecimento.
Esses são dons espirituais - pneumáticos (em grego), sendo assim, não se pode pensar que sejam resultantes do esforço meramente humano (1ª Coríntios 12:7 e 1ª Coríntios 14:1) ou por posição eclesiástica. O estudo desses vocábulos, a partir do grego do Novo Testamento (já que o Novo Testamento foi escrito em grego), nos leva a concluir que os dons são dádivas espirituais, concedidas pelo Espírito Santo, sem que haja merecimento humano, a fim de favorecer a edificação da igreja.
Os dons espirituais, conforme nos instrui o apóstolo Paulo, são dados para “cada um para o que for útil” (1ª Coríntios. 12:7) e visam, acima de qualquer coisa, a edificação e a santificação da igreja (1ª Coríntios 12:7). Esse dons (charismata) são espirituais (pneumatikon) concedidos de acordo com a vontade do Espírito Santo (1ª Coríntios 12: 11) a fim de suprir as necessidades da igreja (1ª Coríntios 12:31 e 1ª Coríntios 14:1). 
Esse dons não se restringiram apenas aos dias dos 12 apóstolos, mas também para uso da igreja atual, com decência e ordem, de modo que não faltem esses e outros dons (Romanos 12: 6 ao 8) até a vinda do nosso Senhor Jesus (1ª Coríntios 1:7).
Vamos primeiro conhecer os dons espirituais.
Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.
E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo.
E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos.
Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um, para o que for útil.
Porque a um pelo Espírito é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência;
E a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar;
E a outro a operação de maravilhas; e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outro a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas.
Mas um só e o mesmo Espírito opera todas estas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.
Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também.
(1ª Coríntios 12:4 ao 12)
Os dons foram dados pelo Espírito Santo para a igreja, ou seja, os fiéis a Cristo, para edificação de si próprios e/ou de outros irmãos em Cristo.
A função de cada dom:
O dom da palavra de sabedoria é para ser usado tanto em pregações como em aconselhamentos, onde Deus dá a sabedoria de dirigir a pregação ou aconselhamento de acordo com a necessidade que o ouvinte tenha, isso tudo direcionado pelo o Espírito Santo.
O dom de palavra de ciência é o dom onde a pessoa recebe a capacidade de conhecimento mais apurado e de absorvê-lo melhor e assim poder passar aos demais. Quando recebemos isso, não ser egoístas e guardamos o conhecimento só para nós, ele deve ser transmitido, seja em aulas, conversas, pregações e etc.
O dom da fé é o dom de crê em maravilhas de Deus, perseverar na confiança em Deus e crer que Ele pode sim fazer milagres, até mesmo pela própria mão de quem recebe tal dom.
Dom de curar é o dom que a pessoa recebe onde Deus o usa para curar pessoas de suas doenças e enfermidades, não é somente quem tem tal dom que curar, mas quem o possui tem uma probabilidade mais de ser usado por Deus parar curar.
Dom de maravilhas é o dom de operações de maravilhas, aqueles milagres mais esplêndidos, mexem com a natureza, ressuscitar o morto e etc.
O dom de profecia (o chamado dom de revelação também se encaixa aqui) é para revelar o oculto ao nosso conhecimento ou até mesmo confirmar algo que já suspeitávamos ou que Deus já tinha nos falado, mas neste momento Ele está confirmando que foi Ele mesmo que nos falou. Estas revelações podem ser de algo do passado, presente e até mesmo do futuro. Lembrando que toda revelação/profecia deve estar de acordo com toda a doutrina bíblica.
A serventia desse dom é para EXORTAÇÃO, EDIFICAÇÃO E CONSOLAÇÃO. De acordo com 1ª Coríntios 14: 3, o objetivo do dom de profecia, na igreja, é a exortação, edificação e consolação dos fieis.
A palavra “edificação”, em grego, é oikodome e diz respeito à construção de uma casa, semelhante ao uso do termo em português. Portanto, não podemos esquecer que uma das funções primárias da profecia não é destruir a fé dos irmãos, e sim fortalecê-la (Romanos 14:9 e Efésios. 4:12). Edificando cada vez mais o irmão no caminho de Cristo.
A palavra “exortação”, em grego, é paraklesis e diz respeito ao ato de encorajar, através do dom de profecia a igreja é encorajada a perseverar em fidelidade, mesmo diante das adversidades (1ª Tessalonicenses 5:11 e Hebreus 3:13).
O verbo “consolar”, em grego, é paramuthia e diz respeito ao conforto proveniente do dom espiritual de profecia. A igreja é estimulada a ter esperança no Senhor quando esse dom é manifestado, a fim de que essa não perca o ânimo espiritual (1ª Coríntios 14: 31 e 1ª Tessalonicenses 5: 14).
Esses termos aparecem em outros contextos bíblicos sem se referirem ao dom espiritual de profecia (Efésios 4:12, 2ª Timóteo 4:2 e Efésios. 6.22).
Em tais contextos, fica demonstrado que a igreja pode ser edificada, exortada e consolada não apenas através desse dom, mas, principalmente, por meio do ensino da Palavra de Deus. Por isso, devemos dar o devido crédito à mensagem da Escritura, mas sem desprezar as profecias (1ª Tessalonicenses 5:20), com objetividade espiritualmente legítima para a edificação, exortação e consolação da Igreja.
Dom de discernimento de espíritos é um dom que uns creem serve para discernir espíritos malignos e outros (inclusive eu) creem que sejam para discernir espírito humano, ou seja, como a pessoa está intencionada e direcionada espiritualmente.
Dom de línguas é onde o indivíduo recebe o dom de falar línguas estranhas, não de anjos como muitos citam ser tentando basear-se em 1ª coríntios 13 onde diz: Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.(1ª Coríntios 13:1). Repare que a passagem fala que ainda que eu falasse a língua dos anjos, ou seja, se falasse, e não que fala.
O dom de línguas é para edificação daquele que o recebe.
O que fala em língua desconhecida edifica-se a si mesmo...” (1ª Coríntios 14:4)
Aquele que fala em língua fala em secreto com Deus, somente Deus entende o que ele está falando, além de muitas das vezes Deus está ali levando-o a falar em línguas e já dando o entendimento a pessoa, sendo assim um dialogo entre ela e Deus.
Porque o que fala em língua desconhecida não fala aos homens, senão a Deus; porque ninguém o entende, e em espírito fala mistérios.” (1ª Coríntios 14:2)
É errado proibir o falar em línguas: "Portanto, irmãos, procurai, com zelo, profetizar, e não proibais falar línguas. Mas faça-se tudo decentemente e com ordem." (1ª Coríntios 14:39 e 40)
Dom de interpretação de línguas é o que o indivíduo recebe a capacidade de interpretar, traduzir as línguas estranhas que ele mesmo ou outra pessoa está a falar naquele momento e assim transmitir o recado de Deus para a igreja.

Os dons só funcionam se Deus quiser: 
Lembrando que o dom é dado ao ser humano, ao cristão. Porém para o dom ter sua funcionalidade é necessário o poder, poder este que vem de Deus, sendo assim a pessoa pode ter o dom, mas depende do agir de Deus para que o dom venha a operar.
O dom é como um carro que você ganhou, mas necessita de combustível para ele funcionar e só quem tem o combustível é Deus. E Deus lhe injeta o combustível no seu carro quando Ele achar que deve fazê-lo. Sendo assim, quando Deus quiser lhe usar para operar com seu dom que Ele mesmo lhe deu, muito fluirá e com certeza o resultado será transformador.

Escrito pelo pastor Luis Roldan.

21 comentários:

  1. eu irmão gostaria que vc leia as palavra que eu escrevo,, e responda as minhas pregunta que esta em Marcos 16:17 ,,

    Jesus falou para os onze, (estes sinais seguirão aos que crerem,) EXEMPLO JESUS falar para os onze,,,,,,, vocês vão expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
    EM OUTRA PALAVRAS:,,,,, aos onze que crer em mim,,,,,,,,,,,,, vocês vão falar em outras linguas e etc...e vão dizer ao mundo que crer e for batizado sera salvo....E essa palavra de cristo, que diz a sim,,, aos que crerem,,, ele estava se referindo aos discípulos, ,,, que não estavam acreditando Nele.....

    A pergunta e essa..

    com essas palavras de Jesus, que diz a sim para seu discípulos ,,,( ide e pregai o evangelho ao mundo...)
    ,,, como era que os discípulos iriam prega o evangelho?, se eles só falavam em uma só lingua local de israel????............
    se os discípulos não falavam em linguas dos países que esta escrito no livro de atos????como eles iriam PREGAR PARA O MUNDO??????
    como os discípulos iriam pregar o evangelho para os estrangeiro que se fazia presente no dia de pentecoste??????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ai acho q faltou uma analise história de sua parte, pois os discípulos cresceram em um meio de língua grega devido ao domínio império romano que tinha como principal língua o grego...entre os judeus existiam os helenistas, que eram judeus de fala grega. eles sabiam falar grego que era a língua mais falada na época, era o inglês de hoje. tanto que o novo testamento foi escrito em grego, eles já sabiam falar grego antes de jesus proferir tais palavras supra citadas por você, logicamente antes de atos 2 o dia de pentecostes.
      a prova disso é que eles pregavam em regiões que haviam pessoas de outras nacionalidades, inclusive tem a passagem da mulher siro-fenícia. isso é só um exemplo.

      Excluir
    2. Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados juntamente, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado.

      E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
      QUEM CRER (Aqui é quem crer depois que o evangelho for pregado, incluindo eu e você) e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
      E estes sinais SEGUIRÃO AOS QUE CREREM (os mesmos de cima e não os discípulos que estavam ali): Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas;
      Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.
      Marcos 16:14-18

      Texto fora de contexto, é pretexto... A língua que é para todos os cristãos é a linguagem de oração ensinada em I Corintios 14. O DOM de línguas (que aparece em Atos 2) é dom espiritual.

      Simples assim

      Excluir
    3. Inclusive, as regras para dons de línguas é clara: Tem intérprete?
      Sim: pode falar porque vai edificar a todos.
      Não: fica quietinho porque você está falando mistério com Deus. Isso é você e Ele.

      Aliás, se alguém chegar cheio de labaxúrias e dizer que Deus mandou te dizer mistério, chuta que é laço porque nós falamos em mistério com Deus e quando tem mistério Ele mandou interpretar.

      Então, há dois extremos. Cuidado!

      Deus nos abençoe!

      Excluir
  2. o texto é claro falar em outras línguas de Atos 2,4 é glossa, ou seja idioma.. e quanto primeiro a corintios 14.2 veja na tradução English:

    Se você fala em línguas que outros não sabem, Deus entenderá o que você está dizendo, então ninguém mais saberá o que você quer dizer."
    EXEMPLO; vou falar (orar) com Deus, em árabe, na minha volta tem pessoas que não sabe falar na lingua árabe,
    certamente ninguem vai entender somente Deus, porque não estou falando (orando) com homem mas com Deus... e ele vai me anunciar as coisas misteriosa...
    MISTÉRIOS o que são?o que ela diz serem estes mistérios? São os segredos ou verdades dom plano da salvação, os quais estavam ocultos, e com Cristo, foram sendo esclarecidos e revelados.
    EXEMPLOS:
    1 coríntios 2:7 mas falamos a sabedoria de Deus em mistério, outrora oculta, a qual Deus preordenou desde a eternidade para a nossa glória;...
    .Paulo usa o termo mistério, para resumir todo o plano da salvação que antes estava oculto, mas com o Espírito de Deus este mistério seria revelado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. irmão, sobre a tradução english, que é inglês, ela tem a mesma valia do português...se você falasse na tradução grega, já que o novo testamento foi escrito em grego koiné, que é um grego mais popular, não o grego filosófico e mais refinado. ai sim teria uma maior valia.
      o texto de 1 corintios 14:2 é bem claro que quem fala em línguas é q fala em mistério com Deus, lógicamente que Deus também fala com a pessoa, se não ela própria não seria edificada como diz 1 Co 14:4.
      mistério = segredo...isso pode ser qualquer coisa, inclusive uma revelação. eu mesmo muitas das vezes que falo em línguas tenho ali uma revelação/profecia dada por Deus. tem coisa que a teoria nos dar base, mas a vivência é fundamental. Se o falar em línguas fosse a revelação do evangelho e da graça de Deus já revelada, o dom de línguas era pra ter sido extinguido por Deus, mas se perpetua até hoje.
      nenhum momento estas outras línguas são humanas, se não os homens entenderiam....quem fala em línguas sabe muito bem que fala em língua desconhecida e não, árabe, alemão e etc.

      Excluir
    2. Vc se baseia em coríntios 14 versículo 2 para provar sua tese mas na verdade não prova. Primeiro que a palavra traduzida por língua ali é glossa, que significa outro idioma. Portanto Paulo estava dizendo:

      Quem fala em outro idioma na igreja não está falando com as pessoas, mas a Deus, pois elas não entendem aquele idioma que ele está falando.

      Basta ler nos v. 21-22 para ver que linguas era um sinal para os descrentes e eram idiomas terrenos, pois Paulo cita uma profecia que Deus falaria a Israel por outros idiomas.

      Excluir
    3. então são outros idiomas? irmão, os versículos 21 e 22 cita a profecia que mostra que o evangelho seria pregado aos judeus por gentios, como se cumpre hoje.
      se línguas não tem proveito, por que o Espírito Santo distribui para edificação da igreja como diz em 1 corintios 12 ? porque a bíblia também diz que linguas serve pra edificação pessoal? por acaso se você falar em alemão, italiano ou francês sua fé ficará mais edificada? seria estas linguas um mistério com Deus ou linguas de homens?
      se Deus é o mesmo ontem, hoje e sempre, por que para pregarmos em outros países temos que fazer cursinho para aprender a lingua antes ou levar alguém para traduzir?
      1 corintios 14:2 é bem claro, que em linguas falamos a Deus e não a homens, ou seja, é uma fala dirigida a Deus, e não a homens....não preciso falar chinês, inglês ou espanhol para falar com Deus, usaria isso para falar com homens estrangeiros.
      e outra, você ta se esquecendo de um detalhe, a carta aos corintios foi escrita para o povo da cidade de corinto, quem morava lá era chamado de corintio. corinto era uma cidade grega. ou seja, eles falavam grego, pra que paulo ia citar no versículo 6 do capitulo 14, que o culto tem que ter 5 coisas, entre elas as línguas, pra que usar uma lingua humana que não é falada na localidade?
      o irmão, pode até não gostar das linguas estranhas, achar errado, mas é fato bíblico e vivenciado.

      Excluir
    4. No próprio contexto de 1 Coríntios 14 também, o texto diz claramente que aquelas línguas não eram línguas celestiais ou dos anjos, eram línguas da TERRA:
      "Está escrito na lei: Por gente de outras línguas, e por outros lábios, falarei a este povo; e ainda assim me não ouvirão, diz o Senhor. De sorte que as línguas são um sinal, não para os fiéis, mas para os infiéis; e a profecia não é sinal para os infiéis, mas para os fiéis."
      1 Coríntios 14:21,22
      Paulo ai está citando Isaías 28:11-12, se referindo a um tipo de maldição sobre o povo quando eles desobedeciam ao Senhor, uma maldição que vem de Deuteronômio 28:49, que era o de trazer pessoas de outros POVOS, falando uma língua que o povo desobediente não entendesse como juízo.
      Por isso Paulo diz em 1 Co 14:22 que as línguas eram um SINAL, NÃO para os crentes, mas para os INCRÉDULOS.
      Isso sem falar na questão da língua original. Algumas traduções trazem "línguas ESTRANHAS", esta palavra "estranha" NÃO existe no original grego, isto foi inserido pelas traduções. A palavra "glôssa", que é traduzida por "línguas", tem o significado de "idioma das nações", ou o órgão da fala.
      Por isso Paulo também diz que, se não houver INTÉRPRETE (sim, pessoas que traduzem), que ficassem calados na igreja. Sendo as línguas um sinal para os descrentes, falar em outro idioma na igreja só servia se houvesse interpretação, Paulo é bem claro nisso.

      Em 1Coríntios 14.2 a palavra língua significa idioma. Então, Paulo estava dizendo:

      Quem fala em outro idioma (na igreja) não fala aos homens (aos que estão presentes) mas a Deus, pois, ninguém ali entende aquele idioma que está sendo falado, então, a pessoa está falando mistérios.

      respondendo sua primeira pergunta, em 1co 12 Paulo é claro que a um o Espírito da o dom de línguas e a outro o dom de interpretar oque ele disse. ele foi claro no 14 que falar em outros idiomas na congregação só serve se haver inteprete, se não houver, deve se calar.

      e em nenhum momento a palavra diz que línguas servem para edificação pessoal. voce deve ter tirado isto de 1co 14.4: quem fala em outro idioma edifica a si mesmo, mas quem profetiza edifica a igreja. ele esta apenas afirmando que quem fala em outro idioma na igreja não edifica a ninguém, só a si mesmo, como se fosse mais espiritual que os outros. e esse dom já cessou, pois era apenas um sinal que Deus julgaria Israel como eu ja provei.

      Excluir
    5. Bata ler Atos 2 (não existe texto mais claro do que este) pra ver que línguas são idiomas:

      E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar;
      E de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.
      E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles.
      E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.
      E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.
      E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.
      Atos 2:1-6


      O versículo 4 é claro que os discípulos começaram falar em outras línguas, ou seja, em outros idiomas, e se você falar que não eram, o próprio texto te refuta, pois o povo não ouvia eles falarem coisas que ninguém entendem, pelo contrário, ouviam eles falarem em suas próprias línguas, não tem mais coisa clara do que isso, e não venha dizer que o milagre foi na audição, pois o texto em hipótese alguma diz isso!

      Excluir
    6. Quem fala, a pessoa, Deus ou o Espirito? Não diz em 1Co 14.2 que quem fala em línguas fala a Deus?? Então na hora de interpretar, vai interpretar oque nos estamos falando? Como então e uma mensagem de Deus? Como pode ser um diálogo entre Nos e Deus, sendo que é Ele que coloca na nossa boca oq vamos falar? Que confusão.

      Excluir
    7. Anônimo pare de distorcer 1Co 14 por favor. O dom de linguas é tanto a habilidade de falar em linguas de homens e linguas de anjos (1Co 13.1). O fato de Paulo diz "ainda que eu falasse" não significa que não exista falar em língua dos anjos, até porque existe falar em língua de homens não. No v. 2 ele diz ainda que eu tivesse o dom de profecia e o dom de profecia existe, logo isso não anula o fato que podemos falar as línguas dos homens e dos anjos, Ele estava apenas dizendo: ainda que eu tenhe o dom de linguas, que é tanto falar em idiomas terrenos como celestiais, senão tivesse amor nada seria.

      Língua dos anjos é porque são linguas que eles se comunicam no céu, mas quem fala nessa língua celestial fala com Deus e aos homens é mistério oque ele fala como lemos em 1co 14.2

      Agora a língua dos homens é para falar em um idioma estrangeiro a fim de pregar o evangelho a ele, como em Atos 2.

      Em 1co 14 Paulo está falando do tipo dom de linguas: quando você vê no língua no singular quer dizer linguas para a oração edificação pessoal, quando você ver em plural se refere tanto a linguas como idioma como nos v.21-22 como em linguas para interpretação.

      Excluir
    8. Que incoerência dizer que línguas sejam idiomas! Eis os meus questionamentos:

      Se quem fala em outro idioma, fala a Deus, porque ninguém da congregação o entende, por não conhecer aquele idioma, porque Paulo não diz aos Coríntos que parassem de falar em outros idiomas sem nenhum propósito e falassem o idioma local, que todos entendessem? Pra que precisava ter interpretação, sendo que a pessoa que estava falando em outro idioma (sem nenhum motivo) poderia estar falando no idioma local, sem precisar de tudo isso? Não tem cabimento isso! Porém basta vermos em 1Coríntios 12 que o Espírito Santo distribui os dons para edificação da igreja, incluindo as línguas, logo, elas tem propósito entre os irmãos da igreja e não entre estrangeiros.

      Porque Paulo diz que quem fala em língua fala a Deus e não aos homens? Estrangeiros também não homens? Se Paulo quissesse dizer quem fala em língua não fala aos que estão presente, ele diria ''aos homens que estão presente'', ou ''aos que estão presente'', ou até mesmo ''a igreja'', porém ele diz aos homens, ou seja: Seres humanos, seja estrangeiro ou não! Quem fala em línguas não fala com homem nenhum, é muito claro tal afirmação de Paulo, e o mesmo diz em seguida que ''ninguém o entende, pois pelo Espírito ele diz mistérios''. E não tente limitar esse ''ninguém'' somente aos presentes da igreja, pois ele acabara dizer que quem fala em língua não fala a nenhum ser humano. Então, esse ninguém refere-se a absolutamente ninguém. Simples assim! Só Deus entende as línguas e pronto. Só ele.

      Porque Paulo diz que quem fala em língua fala mistérios, se elas são idiomas? Falar inglês é mistério? Certamente não. E não venha dizer que ao falar sobre ''mistérios'' Paulo está falando que a pessoa que fala em língua fala sobre o Evangelho, como dizem alguns, pois no próprio texto Paulo explica o significado de mistérios (aqui nesse contexto): É porque nem quem fala e nem quem houve entende as línguas (v.13-17), só Deus sabe o que elas significam, sendo assim, ''segredos divinos'', uma tradução mais correta do v.2.

      Porque Paulo diz que quem fala em línguas edifica a si mesmo? Como uma pessoa pode ser edificada falando em inglês, japonês ou espanhol? Sem sentido algum.

      A palavra ''dom'' significa ''capacidade, talento, dádiva''. Isso significa que dons do Espírito Santo são coisas que homem, sem ter esses dons, jamais conseguiria fazer, pois se trata de uma capacidade, um talento concedido pelo Espírito. Porque então qualquer pessoa pode falar em outro idioma estudando? Estranho, não?

      Porque meu espírito ora bem, se eu orar em outro idioma? Que coisa estranha!

      Excluir
    9. E tem mais....


      Porque Paulo diz que se eu orar ou cantar em línguas minha mente não entende o que foi falado ou cantado, pois foi meu espírito quem orou ou cantou? Como eu vou orar e cantar em outro idioma se eu não sei o que estou falando? Não sou eu quem estou orando? E se alguém argumentar que é o Espírito de Deus que concede as palavras em outro idioma, para nós orarmos ou cantarmos, porque ele concederia uma oração ou cântico em outro idioma, sendo que a pessoa podia muito bem orar em seu idioma e não ter que pedir a Deus a interpretação do que ela orou ou cantou? Pra que tudo isso? Que confusão danada.

      Paulo diz que na igreja ele preferia falar cinco palavras na sua inteligência do que dez mil em línguas. Quer dizer falar em outro idioma não era de sua inteligência? Mas Paulo não falava e conhecia os idiomas que ele falava, como sempre argumentam? Então porque as línguas fugia de sua inteligência? É fato claro que ele não estava falando sobre idiomas.

      E pra terminar, ele diz que se a pessoa fala em línguas a toda igreja (como se fosse uma mensagem de Deus) e não há interpréte, ela devia se calar e falar entre si e Deus. Ora como assim? Falar em outro idioma entre eu e Deus, como já questionei ? Pra que? Auto-pregação? Aliás, Paulo fala sobre falar, orar, cantar, mas nunca fala sobre pregar em línguas. Que estranho não?

      É FATO CLARO QUE O DOM DE LÍNGUAS NÃO É FALAR EM OUTROS IDIOMAS. ACEITEM A VERDADE!

      Excluir
    10. As coisas espirituais nao sao compreendidas por homens carnais.
      O Espirito Santo distribuai à igreja linguas espirituais . Cc anonimo , tem que buscar do Espirito dicernimento das coisas espirituais . Se é que vc tem fé .

      Excluir
    11. As coisas espirituais nao sao compreendidas por homens carnais.
      O Espirito Santo distribuai à igreja linguas espirituais . Cc anonimo , tem que buscar do Espirito dicernimento das coisas espirituais . Se é que vc tem fé .

      Excluir
  3. OLÁ IRMÃO! GOSTARIA DE SABER PORQUE QUANDO SENTIMOS A PRESENÇA DE DEUS, UM FOGO QUEIMA EM NOSSO SER? GRAÇA E PAZ.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sentir a presença de Deus há variações, uns choram, outros sentem este fogo dentro do corpo.....não sei se já é batizado com o Espírito Santo, mas pode ser Deus querendo te batizar....ou se já é, querendo usa-lo em algum dom espiritual. a paz, espero ter ajudado.

      Excluir
    2. Amém amado, obrigado pela resposta... Há também pessoas que sentem eletricidade, nunca senti, mais já ouvi dizer que se trata da presença de Deus se manifestando como águas vivas... Li Mateus 3.11 e encontrei falando a respeito do fogo... Obrigado, paz e graça.

      Excluir
  4. Irmãos e irmãs, acredito que só pelo fato de Paulo ter dito ''ainda que eu falasse'' isso não significa que seja impossível ou não exista. É a mesma coisa dele ter dito: ''Ainda que eu tivesse o dom de falar em línguas''. Será que Paulo estaria falando de algo impossível ou inexistente? Não. E se ele dissesse: ''Ainda que eu tivesse o dom de revelação'', ou ''ainda que eu tivesse o dom de profecia'' (v.2), ''ainda que eu tivesse todos os dons do Espírito'', ele estaria falando de coisas que não existem? Não! E porque então, não existe a língua dos anjos? Ou melhor, porque as línguas de homens existem e de anjos não? Paulo não queria dizer se ele falava em línguas ou não, ele apenas queria dizer que ainda que ele pode até ter esse dom, mas ele sem amor nada seria. A língua dos anjos existe sim, sendo uma língua que nenhum homem entende:

    Porque quem fala em língua NÃO FALA AOS HOMENS, senão a Deus; porque NINGUÉM o entende, pois em espírito ele fala mistérios. (1Coríntios 14.2).

    Veja que é uma língua que ninguém aqui da terra (os homens) entendem, aqui é mistério, tanto pra quem fala, quanto pra quem houve, o texto não diz que os anjos não entendem essas línguas e sim os homens, mas a pessoa não fala com os anjos mas fala a Deus, na língua falada no céu, que é o motivo de ser chamada dos anjos. As línguas estranhas são mistério apenas aqui na terra e no inferno, no céu não são, isso não significa que a pessoa esteja falando com os anjos, mas ele fala com Deus no idioma deles.

    Paulo estava apenas dizendo que ainda que ele sabesse falar em todos idiomas da terra e até tivesse o dom de línguas, que é falar o idioma falado no céu (que os anjos falam entre si e Deus) sem amor, ele nada seria.

    Em Atos 2, nenhum discípulo falou língua terrena, pelo contrário, A narrativa de Atos 2.4-6. não pode ser considerada como uma capacidade dada pelo Espírito Santo aos apóstolos de ‘pregar’ em outro idioma. Primeiro porque naquela época isto seria desnecessário uma vez que, o grego koinê era a língua mundial falada por muitos.
    Segundo que, o povo que presenciou de fora os milagres de pentecostes eram todos “judeus” de todas as nações, e não estrangeiros que desconheciam a língua hebraica.
    Terceiro que eles não ouviram ‘a pregação’ de Pedro em suas próprias línguas. Pedro pregou na língua dele mesmo, pois todos o entenderiam perfeitamente, como judeus que eram. Quando a bíblia diz que cada um os ouvia falar na sua própria língua (v.6), não se refere à pregação e sim “as grandezas de Deus” referindo-se às línguas como louvor de Atos 2.4, pois a pregação de Pedro veio depois.Ainda que em alguns casos o termo grego “glossa” possa indicar idioma ou linguagem, é evidente que o autor de Atos faz distinção usando ‘glossa’ como um termo técnico para indicar o fenômeno sobrenatural, e o termo “dialektos” para indicar ‘idioma’ normal. Ato 2.4 diz que todos “falaram em outras línguas” (lalein heterais glóssais), enquanto Ato 2.6 afirma que “... cada um os ouvia falar ‘na sua própria língua’ (dialekto lalounton aitom)”. Os discípulos falavam em línguas estranhas a Deus, e os judeus estrangeiros ouviam em seus idiomas, porque certamente, era o Espírito Santo fazendo tal coisa, pois eles não tinham o dom de interprertar.

    Essa é minha opinião queridos. Coloquei no anonimo porque quando vou colocar em minha conta, aparece que ela não tem permissão nessa pagina, não sei como arrumar... Deus os abençõe, abraço.

    ResponderExcluir
  5. Será que as línguas de 1Coríntios 14.2 afirma mesmo que nenhum homem entende as línguas e que elas são uma conversa entre a pessoa e Deus?
    Não. De forma nenhuma! E porque? Porque a palavra traduzida por línguas aqui, (no original, ''glossas'') quer dizer idioma. Ou seja, Paulo não está falando de línguas celestiais, mas de idiomas terrenos, como foi em Atos. Mas então, como entender as o que ele diz: ''não fala aos homens, mas a Deus, porque ninguém o entende, pois em espírito diz mistérios''?
    A resposta é simples. O versículo 2 diz que quem fala em línguas não fala aos ''homens. O 3 diz que quem profetiza fala aos 'homens''. E por fim, o 4 diz que quem fala em línguas edifica a si mesmo, mas quem profetiza edifica a ''igreja''. Em outras palavras, ''homens'' aqui refere-se a ''igreja'', composta de 'homens'', ou seja, pessoas. Então, o que está dizendo o versículo 2 é:
    'Quem fala em outro idioma na igreja não fala aos homens, mas a Deus, porque ninguém ali entende aquele idioma, sendo assim, a pessoa está falando mistérios.''
    O próprio Paulo explicou porque quem fala em língua (idioma) na igreja não fala aos homens: PORQUE ninguém o entende. Ou seja, se a pessoa fala em outro idioma na igreja ela fala a Deus e não aos homens porque ninguém ali entende aquele idioma.

    ResponderExcluir