16 de março de 2013

JESUS REALMENTE DEU MARIA POR MÃE DA HUMANIDADE?

Este texto vem falar sobre um ensinamento que traz muita discussão sobre Maria ser chamada de mãe da humanidade, com suposta designação feita pelo próprio Cristo.
Vamos analisar com o olhar bíblico exatamente na passagem que utilizada para tal afirmação.
Vejamos:
"Tendo, pois, os soldados crucificado a Jesus, tomaram as suas vestes, e fizeram quatro partes, para cada soldado uma parte; e também a túnica. A túnica, porém, tecida toda de alto a baixo, não tinha costura.
Disseram, pois, uns aos outros: Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será. Para que se cumprisse a Escritura que diz: Repartiram entre si as minhas vestes, E sobre a minha vestidura lançaram sortes.
E junto à cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria mulher de Clopas, e Maria Madalena.
Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e que o discípulo a quem ele amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
Depois disse ao discípulo: Eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa." 
(João 19:23 ao 27)

O texto acima fala do momento da crucificação de Jesus, e vejam que no momento que Jesus está quase morrendo, ele avista a sua mãe, mãe da natureza humana dele, da qual durou somente 33 anos, pois a natureza divina sempre existiu e sempre existirá. Sendo assim, ele vendo que sua mãe já era viúva em uma sociedade que desvalorizada as viúvas, somente alguns dos outros filhos de Maria criam que Jesus era realmente Deus Filho e isso poderia atrapalhar a vida cristã de Maria. (sim, ela teve outros, inclusive o Judas e Tiago que escreveram os livros bíblicos)
Jesus vendo que sua mãe poderia ficar desamparada e ao mesmo tempo Ele vendo que o discípulo amado, que sabemos que era João, pois era o discípulo mais próximo e mais dedicado a Jesus, tanto que foi o único que ficou aos pés da cruz arriscando a ser morto também. Jesus fala para Maria sua mãe: Eis aí o seu filho.
Sendo usado um artigo definido no singular como destaquei acima, Jesus deixou bem claro que se tratava de João, além do que ele era o único discípulo homem ali aos pés da cruz, se Jesus se referi-se a humanidade como um todo e não somente a João, Ele teria que usar o artigo definido no plural ou um artigo indefinido.
E quando Jesus fala a João sobre Maria passar a ser mãe dele, a Bíblia é bem clara a mostrar que Jesus se dirigiu diretamente a João, para que o mesmo cuida-se de Maria como se ela fosse sua mãe legítima e ela cuidasse dele, já que o mesmo tinha em média 27 anos e um judeu homem naquela época se casava com em média 30 (sabemos que João não se casou), assim, joão estaria um pouco sozinho, já que Jesus sabia que os seus outros discípulos teriam que ir cada um para uma direção para espalhar o evangelho.
Os últimos registro históricos de Maria são em Jerusalém onde João viveu. Após isso não se tem mais registros históricos de Maria de uma certa data em diante, mesma época que João foi para Éfeso sozinho e lá virou o pastor (líder) da igreja de Éfeso, entende-se que ali Maria já haveria falecido.
Sendo assim, fica claro pelo texto bíblico acima que Jesus deu Maria como mãe de João e João como filho de Maria, e não como se Maria fosse mãe espiritual da humanidade e nem a humanidade filha de Maria.

Escrito por Luis Roldan.

Nenhum comentário:

Postar um comentário